Fluoretação das Águas de Abastecimento Público

Tecnologias de Atenção

OLIVEIRA et. al. 1997 (no Brasil e no DF)

CESA, Kátia T.; GENRO, Maria Julia (Porto Alegre de 1994 a 1998)

Prefeitura Municipal de Porto Alegre (Porto Alegre de 1999 a 2000)

 


rd_dot.gif (924 bytes)História da Fluoretação das Águas de Abastecimento Público no Brasil e no DF

 

Monografia:

OLIVEIRA, Mirna Rodrigues de Queiroz; VARELA; Maria Helena Mendes; MIRANDA, Nayá Neves de. A história da fluoretação das águas de abastecimento público no Brasil: o caso do Distrito Federal. Brasília, 1997. Monografia - IV Curso de Especialização em Odontologia em Saúde Coletiva, Faculdade de Ciências da Saúde, Universidade de Brasília – UnB.

Arquivo: 620k, formato .DOC, Microsoft Word 97 ou
Arquivo: 161k, formato .ZIP, WinZip 7.0
Clique aqui para obter o arquivo

Resumo - Essa monografia se dedica a discutir a questão da fluoretação das águas de abastecimento público, enquanto método de prevenção em massa recuperando suas discussões técnicas bem como a história da programação deste método no Brasil e nos principais estados (SP, MG, PR), em especial no DF. No que diz respeito ao DF, destaca-se a excelência da qualidade da fluoretação das águas de abastecimento público realizada pela Companhia de Água e Esgotos de Brasília (CAESB). Aponta-se que esta excelência se fez ao longo da história com base em suas condutas técnicas. Com vistas a projetar o sucesso presente no futuro incerto, aqui trabalha-se com o pressuposto de que é necessário criar bases políticas mais sólidas que sustente o acerto das condutas técnicas. Neste processo o SUS e seus atores políticos são identificados como parceiros poderosos e potenciais. Como identificar estes atores e alinhar seus interesses e ações com a questão da garantia da qualidade das águas, foi o desafio enfrentado nesta monografia. Recorrendo ao conceito de "heterocontrole burocrático" identificou-se na Secretaria de Saúde a Vigilância Sanitária, o Núcleo Normativo de Odontologia e os trabalhadores dos programas em Saúde Bucal. Operando com o conceito de "controle social" identificou-se o Conselho de Saúde do DF, os Conselhos Gestores e os próprios cidadãos usuários como possíveis partícipes de programas tais, que façam das suas consciências e ações ferramentas fundamentais para o controle social da qualidade das águas e para a defesa ferrenha da política adotada atualmente pela CAESB.

Trabalho obteve para aprovação o Conceito:

SS+

SS

SS-

MS+

MS

MS-

MM+

MM

MM-

*

               

rd_dot.gif (924 bytes)Vigilância dos teores de Flúor nas Águas de Abastecimento Público de Porto Alegre - RS

 

CESA, Kátia T.; GENRO, Maria Julia. O sistema de vigilância dos teores de flúor agregados às  águas de abastecimento público em Porto Alegre /RS : 1994 a 1998. Porto Alegre, 2000. Pesquisa Operacional (Prefeitura Municipal de Porto Alegre , Secretaria Municipal de Saúde , Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde)

Arquivo: 35,9k, formato .DOC, Microsoft Word 97
Clique aqui para obter o arquivo

 

Prefeitura Municipal de Porto Alegre , Secretaria Municipal de Saúde , Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde . Relatório anual do sistema de vigilância dos teores de flúor nas águas de abastecimento público Porto Alegre : junho 1999 a junho 2000. Porto Alegre, 2000.

Arquivo: 268k, formato .DOC, Microsoft Word 97
Clique aqui para obter o arquivo

 

 

 

 

 

 

 

Atualizada em: 07/11/10